PUB.

Idosa sofre paragem cardiorrespiratória na via pública no concelho de Mogadouro

PUB.

Ter, 05/12/2023 - 16:32


Uma mulher, de 86 anos, sofreu uma paragem cardiorrespiratória em plena via pública, na localidade de Castelo Branco, concelho de Mogadouro, ao final da manhã de hoje 

De acordo com o comandante dos bombeiros, Luís Azevedo, foi possível salvar a idosa. “À nossa chegada deparamo-nos com uma paragem cardiorrespiratória que, entretanto, com as manobras de reanimação conseguimos reverter. Foi encaminhada para Bragança. Ainda tentámos accionar o meio aéreo, mas não estava disponível”, contou.

A actuação precoce de uma enfermeira que por ali passava e o trabalho dos bombeiros permitiram que a história tivesse um final feliz. “Ia a passar no local uma enfermeira da UCC e fez logo a primeira assistência. É uma situação muito complicada de reverter. A taxa de sucesso, infelizmente, anda entre os 5 e os 10%. Com a actuação precoce e o uso do desfibrilhador, conseguimos fazer a revertência”, explicou.

Por ano, na Europa, acontecem cerca de 700 mil casos de paragens cardiorrespiratórias. Agir o mais depressa possível dita a salvação da pessoa. “Vem a confirmar todos os dados estatísticos europeus, que nos dizem que ocorrem anualmente cerca de 700 mil paragens e que actuação nos primeiros dois minutos resulta numa taxa de sucesso superior a 90%”, adiantou.

A idosa acabou por ser encaminhada para o hospital de Bragança através da SIV de Mogadouro.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Ângela Pais