PUB.

JSD de Bragança protesta contra a falta de alojamento estudantil

PUB.

Seg, 25/09/2023 - 09:14


A Juventude Social-democrata (JSD) de Bragança colocou, ontem, uma pedra no local da nova residência universitária de Bragança

Um acto simbólico que marcou a tentativa de resolver o problema do alojamento estudantil na região.

O coordenador local da JSD, José Amaro, explica que o objectivo foi chamar à atenção para a falta de habitação adequada no concelho após anos de promessas vãs por parte do Governo do Partido Socialista.

“Na altura o ex-ministro Manuel Heitor, na campanha para as legislativas de 2019, fez a promessa de 300 camas para o Instituto Politécnico de Bragança, supostamente a ter início logo no ano de 2020. Passaram quatro anos, o que é certo é que já vieram os fundos do PRR, supostamente já foi tudo aprovado, falta a adjudicação da obra e supostamente a vontade de fazer e concretizar”, criticou.

Este evento simbólico de lançamento da primeira pedra da nova residência universitária foi, segundo José Amaro, um passo importante na direcção certa, demonstrando o compromisso da JSD de Bragança em enfrentar esse desafio crítico e assegurar um futuro melhor para os jovens estudantes da região.

“Estamos sempre em estado de alerta e queremos trazer esses debates à praça pública sempre que envolva os jovens do nosso concelho, porque é difícil para os jovens chegarem a Bragança com as famílias, ao melhor instituto politécnico do país, com a ambição de estudar e chocarem de frente com a falta de alojamento ou precariedade”, frisou.

A iniciativa dinamizada pela JSD intitulada “Lançamento simbólico da primeira pedra da nova residência universitária de Bragança”, teve lugar no passado domingo e procurou chamar à atenção para a demora na construção das residências universitárias na cidade.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Daniela Parente