Obras de requalificação do parque escolar de Mirandela ficam prontas no final de 2019

Sex, 13/09/2019 - 09:53


A escola secundária já terá todos os alunos, no arranque do ano lectivo, enquanto a básica do Fomento só abre em Outubro, ou no início do segundo período, com os alunos a serem deslocalizados para o antigo edifício do PIAGET. Investimento ultrapassa os 4,4 milhões de euros.

Aí está o arranque do ano escolar, em Mirandela, para cerca de 2300 alunos que integram os diversos estabelecimentos de ensino do agrupamento.

As obras de requalificação do parque escolar, que já se iniciaram há dois anos, ainda não estão totalmente concluídas, faltando os últimos retoques na escola secundária e na escola básica Nº5, que devem ficar prontas até final deste ano.

Em Janeiro de 2020, no arranque do segundo período, a escola secundária de Mirandela, que não tinha qualquer intervenção desde que foi construída, há cerca de 40 anos, deverá ter pronta a requalificação, fruto de um investimento de 3,4 milhões de euros, comparticipado em 85% por fundos comunitários, resultado prático da assinatura do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial que a Comunidade Intermunicipal das Terras de Trás-os-Montes acordou com a CCDRN, em 2015.

Se no ano lectivo anterior, ainda foi necessário que alguns alunos tivessem sido deslocalizados para o antigo edifício do Piaget - entretanto adquirido pela autarquia - este ano todos os alunos já ficam na secundária. “Está na fase final das obras. Está em execução o bloco administrativo, mas estão reunidas as condições para que no dia 12 possa acolher todos os alunos desde o 7ª ao 12ª ano, pelo que já não há qualquer necessidade de acolher alunos no edifício do antigo Piaget, como aconteceu no ano lectivo anterior. Durante o primeiro período, estamos em crer que as obras vão ficar concluídas e nessa altura a direcção do agrupamento conseguirá colocar em prática a ideia de implementar o sistema de uma sala por turma, em que cada turma vai ter ao longo do ano lectivo, sempre a mesma sala.

Nesta fase, enquanto as obras não estão concluídas, há mudança de sala dentro da escola, mas nada de preocupante, porque já era natural”, avança Orlando Pires, vereador do pelouro da educação do Município de Mirandela

Para além da requalificação, Orlando Pires sublinha que a escola vai ficar dotada de novos equipamentos, previstos no âmbito do Plano integrado e inovador do combate ao insucesso escolar. “Vemos os laboratórios de biologia e de físico-química muito bem apetrechados, também graças ao programa de promoção de combate ao insucesso escolar que veio trazer à escola um conjunto de materiais que permitirá aos alunos ficarem mais capacitados nestas áreas, bem como nas chamadas salas do futuro, na área da informática”.

Também as obras na escola básica Nº5, mais conhecida por escola do Fomento, cujo investimento ronda um milhão de euros, ainda estão em fase de conclusão. “As obras estão em fase de conclusão. A escola vai ficar muito funcional com um logradouro muito interessante para que as crianças possam usufruir de um amplo espaço no exterior. Já acolhemos o mobiliário, está mesmo numa fase de conclusão, mas por questões técnicas, vamos precisar de acolher, pelo menos durante os meses de Setembro e Outubro, as crianças afectas a essa escola no edifício do antigo Piaget. Depois, a CMM em parceria com o agrupamento de escolas e a associação de pais farão um balanço para verificar se fará sentido a mudança ainda decorrer durante o primeiro período, ou se essa mudança definitiva deverá acontecer apenas no início do segundo período, em Janeiro”, revela Orlando Pires.

Refira-se que nesta escola será também criada uma turma de 25 alunos do pré-escolar.

Escrito por Terra Quente (CIR)