“O futuro da inovação em Trás-os-Montes” foi debatido no Brigantia Ecopark

Qui, 08/10/2020 - 09:09


A sessão foi promovida pelo laboratório colaborativo More, do Instituto Politécnico de Bragança

Segundo Andrey Romanenko, director executivo do laboratório a ideia foi perceber como pode a entidade trabalhar melhor com as empresas que apoia, identificando linhas de actuação e de inovação que, quando trabalhadas em conjunto, devem projectar a região como um território inovador e de referência a nível nacional.

“É a nossa função principal, criar novos produtos, novos serviços, novos processos e ajudar as empresas neste caminho. Neste momento temos projectos com 15 empresas”, disse Andrey Romanenko.

O laboratório é uma entidade centrada na inovação e desenvolvimento, que contribui para a criação de valor acrescentado através da introdução de produtos, processos e serviços de elevada qualidade no tecido empresarial.

Orlando Rodrigues, presidente do politécnico, destacou que os empresários da região procuram cada vez mais inovar as suas empresas.

“Hoje em dias as empresas só são competitivas com conhecimento e estas estruturas são fundamentais para promover essa inovação”, acrescentou.

Orlando Rodrigues sublinhou ainda que o trabalho do laboratório, apesar de recente, já é notório. A sessão de debate decorreu, ontem, no BrigantiaEcopark.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Carina Alves