Futebol: Carlos Correia reeleito para o triénio 2021-2024

Sex, 26/03/2021 - 21:24


Carlos Correia foi reeleito, esta sexta-feira, para o terceiro mandato na presidência do S.C. Mirandela com 82 votos.

Carlos Correia liderou a única lista a sufrágio às eleições do S.C. Mirandela e vai manter-se no cargo de presidente dos alvinegros no triénio 2021-2024.

O dirigente, de 57 anos, tem como objectivos a subida à Liga 3, concluir o processo de certificação do clube e apostar nas camadas jovens.

E a subida à Liga 3 pode já acontecer no final desta temporada. É que os alvinegros já garantiram um lugar na fase de acesso à competição quando faltam duas jornadas para terminar o Campeonato de Portugal, ocupam o terceiro lugar com 34 pontos.

O presidente reeleito sublinha a excelente época protagonizada por jogadores e equipa técnica. “Estes jogadores e esta equipa técnica têm feito um trabalho notável. Já que chegámos a este patamar queremos mais”.

O foco dos alvinegros já está no play-off de subida mas o futuro, ou seja, a próxima temporada, começa a ser desenhado seja ou não na Liga 3. O processo de renovação não será fácil pois jogadores como o ponta de lança Kenedy, o avançado Motty e o guarda-redes Fábio Mesquita têm mercado em outros patamares. “Noventa por cento do plantel tem mercado e, por isso, será muito complicado. Vamos ver”, disse o presidente reeleito.

Sobre o técnico, Rui Eduardo Borges, diz “haver conversas sobre a próxima época”, mas que “ainda é cedo para falar da questão”.

Para o próximo mandato, Carlos Correia quer reforçar a aposta nas camadas jovens e concluir a certificação do clube. “A nível da formação queremos colocar uma ou duas equipas nos nacionais. Se não fosse isto da pandemia penso que o poderíamos ter conseguido esta época”.

No que diz respeito ao futebol feminino, Correia reitera a posta numa equipa sub-19 e outra sub-17.

Carlos Correia lidera o S.C. Mirandela desde 2015 e foi, esta sexta-feira, reconduzido no cargo de presidente até 2024. Às eleições compareceram 83 sócios, sendo que 82 votaram a favor da reeleição e registou-se um em branco.