PUB.

Enchido esgotou na Feira do Fumeiro e a alheira foi a mais procurada

PUB.

Seg, 12/02/2024 - 09:27


A Feira do Fumeiro de Vinhais promoveu, nos últimos quatro dias, os sabores tradicionais e a cultura local

No leque de 80 produtores de enchidos que passaram pelo certame, o balanço das vendas foi positivo. “Está a correr bem. Há muita gente. Procuram mais a alheira, o salpicão e o butelo”, referiu uma expositora.

“Está a correr muito bem, já fizemos muitas vendas”, referiu outro expositor.

Leila Rodrigues, natural da aldeia de Travanca, expressou satisfação com o desenvolvimento da feira, apesar do aumento geral nos preços dos produtos, principalmente nas alheiras, devido aos custos de produção. “A chouriça de carnes está a 35 euros e o salpicão a 45 euros, manteve o preço do ano passado. A alheira aumentou um bocadinho, devido aos custos dos produtos, o pão, o azeite”, disse.

No stand paralelo ao de Leila, o jovem Luís Lopes, natural de Vilar de Lomba, decidiu continuar a tradição familiar ao produzir fumeiro, marcando presença pela primeira vez na feira. O recém-produtor notou uma alta procura pela alheira, especialmente desde que foi reconhecida como o melhor enchido do mundo. “O que se vende mais é a alheira. Desde que foi distinguida com o prémio tem mais procura. Ainda ontem veio cá um casal, que veio de Lisboa de propósito para comprar alheiras, isto é incrível para o concelho, é incrível para nós”, vincou.

A edição deste ano da Feira do Fumeiro de Vinhais terminou com um balanço positivo, com produtos esgotados no domingo ao final do dia. Segundo Luís Fernandes, presidente da Câmara Municipal, a noite de sábado bateu o recorde de sempre no número de visitantes que rumaram até Vinhais em busca do tradicional fumeiro, mas também de música e animação. “Sabemos que foi um ano bom, que se vendeu muito, que os expositores, sobretudo do fumeiro, venderam tudo. E em termos de pessoas, no sábado, foi de certeza absoluta o dia que teve mais gente, de todos os anos da feira do fumeiro”, salientou.

A Feira do Fumeiro de Vinhais continua a ser um ponto de encontro vital para produtores locais e entusiastas da gastronomia tradicional. Apesar dos desafios económicos e climáticos, a feira persiste como um destino imperdível para os amantes da gastronomia transmontana.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Daniela Parente