PUB.

Museu da Oliveira e do Azeite de Mirandela reconhecido pelo Conselho Oleícola Internacional

PUB.

Sex, 24/01/2020 - 09:08


O Museu da Oliveira e do Azeite de Mirandela é o primeiro museu português a ser reconhecido pelo Conselho Oleícola Internacional, a única organização intergovernamental em matérias de azeite e de azeitonas de mesa e que integra a ONU (Organização das Nações Unidas).

O museu temático mirandelense ganha agora maior visibilidade ao integrar o site da rota dos museus dedicados aos produtos da oliveira, a par de grandes países produtores de azeite, como Israel, Itália, Grécia e Espanha.

 “Tendo em conta a importância desta fileira no nosso concelho, nós temos extensos olivais e oliveiras centenárias, temos dos melhores azeites do concelho que são premiados, decidimos que seria bom internacionalizarmos o museu. O nosso contacto foi através do Ministério da Agricultura, que conseguiu que o Museu da Oliveira e do Azeite de Mirandela vigorasse no web site do Conselho Oleícola Internacional, como um dos museus visitáveis e fazendo parte do roteiro dos museus de todo o mundo”, referiu a vereadora da cultura, Vera Preto.

Vera Preto não tem dúvidas que este reconhecimento e promoção vão trazer maior visibilidade turística a nível internacional para o Museu da Oliveira e do Azeite e para o concelho de Mirandela.

“Vai potenciar o turismo, principalmente o turismo relacionado com experiências na área da apanha azeitona, visitar lagares e acima de tudo alavancar a fileira oleícola da nossa região a nível económico”, acrescentou.

O Museu da Oliveira e do Azeite abriu ao público no Verão de 2017. Um projecto dos arquitectos Manuel Graça Dias e Egas Vieira, que já tinha sido um dos 19 projectos portugueses nomeados para o Prémio de Arquitetura da União Europeia.

No espaço museológico, que alia a antiguidade à modernidade, foi colocado um lagar tradicional e criadas secções ligadas ao aproveitamento do azeite.

Escrito por Terra Quente