Covid-19: três mortes e 128 novos casos nos últimos três dias

Ter, 10/11/2020 - 11:48


317 recuperados. 128 novos casos e mais 3 mortes confirmadas. São estes os números mais recentes avançados pelas autoridades de saúde sobre a pandemia Covid-19, no distrito de Bragança, referentes aos últimos três dias.
O último boletim das autoridades de saúde sobre a situação epidemiológica da Covid-19 no distrito de Bragança dá conta que, de sábado até esta segunda-feira, estão confirmados 128 novos casos de infeção, sem mencionar os concelhos onde se registaram, elevando para 2049 o total de casos do novo coronavírus desde que começou a
pandemia no distrito.
Há também a confirmação oficial de mais 3 mortes associadas à Covid-19, todas registadas no concelho de Bragança, elevando para 59 o número  total de óbitos.
A novidade é que as autoridades de saúde dão conta de 317 pacientes recuperados, depois de efetuada uma recontagem de dados por concelho e freguesia decorrente da atualização dos recuperados de acordo com a Norma 004 da Direção-Geral de Saúde que define novos critérios de alta clínica e fim das medidas de isolamento.
De acordo com a norma, no caso dos doentes sintomáticos com Covid-19 com doença ligeira ou moderada, o isolamento termina ao fim de “10 dias desde o início dos sintomas”, desde que não estejam a utilizar medicamentos antipiréticos e apresentem uma “melhoria significativa dos sintomas durante três dias consecutivos”.
O período de isolamento para estes doentes termina sem ser necessário um teste à Covid-19. “Para os doentes com Covid-19 assintomática, isto é, pessoas sem qualquer manifestação clínica de doença à data do diagnóstico laboratorial e até ao final do seguimento clínico, o fim das medidas de isolamento é determinado 10 dias após a realização do teste laboratorial que estabeleceu o diagnóstico de Covid-19″, lê-se na norma.
Para os casos graves ou críticos, o isolamento pode terminar ao fim de 20 dias desde o início dos sintomas, desde que haja uma “melhoria significativa dos sintomas durante 3 dias consecutivos” e sem utilização de antipiréticos durante 3 dias consecutivos.
Perante esta recontagem, a situação epidemiológica no distrito dá conta que, atualmente, ainda estão com a doença ativa 627 pessoas. 219 em Bragança. O concelho de Macedo de Cavaleiros regista ainda 72 pessoas por curar. Segue-se Mogadouro com 69. Mirandela tem agora 61 pacientes por recuperar. Vila Flor tem 56. Freixo de Espada à Cinta tem ainda 46 ativos. Alfândega da Fé tem ainda 32. Miranda do Douro tem 30 casos ativos. Torre de Moncorvo tem agora 26. Carrazeda de Ansiães soma 14 pessoas ainda infetadas. Vinhais tem 7 e Vimioso regista 3 pacientes com a doença ativa.
Já depois deste relatório, foi confirmada a primei a morte de um utente do lar "Hospitel" da Santa Casa da Misericórdia de Mirandela, um dos 20 que tinham testado positivo para a Covid-19. A primeira vítima mortal deste surto é um homem de 88 anos de idade, que tinha outras patologias graves associadas, refere o Provedor daquela instituição.
O surto do novo coronavírus naquele lar totaliza agora 23 infetados - 19 utentes e 4 funcionárias. Os utentes infetados mantêm-se nas instalações, numa zona Covid criada para o efeito no piso térreo do edifício do lar, exceto um deles que está internado, desde sábado, no hospital local.
Escrito por Terra Quente (CIR)