PUB.

Ventozelo num livro

PUB.

Ter, 13/08/2019 - 09:05


A aldeia de Ventozelo, no concelho de Mogadouro, tem agora a sua história registada, através de um livro, para que não possa cair no esquecimento.

A obra, chamada “Apontamentos para a História de Ventozelo”, foi escrita por Antero Neto, natural de Bruçó, também neste concelho, e relata o percurso histórico da localidade.

“Procurei traçar a história da Capela de Santa Cruz, um edifício histórico e emblemático da localidade. Os habitantes de Ventozelo são conhecidos de fariseus, o cognome da aldeia e esse cognome deriva das figuras que estão retratadas em pequenos nichos das paredes da Capela de Santa Cruz”, explicou o autor.

O livro é resultado da investigação a vários documentos encontrados no arquivo local, nos arquivos distritais de Bragança e de Braga e ainda no arquivo municipal de Mogadouro. A confraria do Senhor da Boa Morte, uma das confrarias religiosas mais antigas do país, também mereceu destaque na obra.

“Especial relevo na Capela de Santa Cruz e na Confraria do Senhor da Boa Morte, uma confraria que foi edificada em 1592, uma das maiores confrarias religiosas do país”, disse.

O livro foi dado a conhecer às gentes de Ventozelo, aldeia que tem cerca de 150 habitantes, no último sábado.

Escrito por Brigantia.

Jornalista: 
Carina Alves