"Não é fácil passar por este momento. Não merecíamos passar por isto"

Seg, 16/04/2018 - 00:19


O técnico do G.D. Bragança mostra-se desiludido pela descida matemática, ao distrital, depois da derrota com o Vilaverdense, este domingo, por 3-0, na 29ª jornada da série A do Campeonato de Portugal.

Tony Afonso lamenta a despromoção que considera ser um rude golpe para o clube e também para o capitão, Ximena.
“Eu estou no GDB há cerca de 25 anos e não é fácil passar por este momento. Julgo que não merecíamos passar por isto, mas o futebol é mesmo assim. O Ximena, o nosso capitão, é um símbolo do clube, é um jogador muito respeitado em todo o lado que vai e também não merecia isto numa altura em que está perto de terminar a carreira”.
O treinador, que assumiu o comando técnico em Dezembro passado, depois da saída de Tony da Silva, garante que “os jogadores fizeram tudo” para evitar a descida.
“Durante a época passamos por muitas adversidades. Das fraquezas fizemos forças e nunca baixamos os braços. A estes jogadores, a estes homens dou os meus parabéns por tudo o que fizeram para dignificar este emblema”.
Para Tony Afonso a altura não é de encontrar culpados mas considera que os erros começaram a ser cometidos na pré-época.
“Todos nós erramos. Os erros pagam-se caros e neste momento estamos a pagar muito caro os erros cometidos se calhar ainda antes de começar a época”.
Sobre a partida deste domingo, Tony Afonso lamenta dois erros fatais que resultaram nos dois primeiros golos do Vilaverdense.
“Dois lances, dois erros que não podiam ser cometidos. Foram dois erros que acabaram por deitar por terra a nossa ambição para este jogo”.
Ainda assim, Tony Afonso considera que a sua equipa “teve oportunidades suficientes para conseguir outro resultado”. Mas, os dois golos sofridos na primeira metade abalaram a equipa.
“As oportunidades surgiram depois de o Vilaverdense fazer o 2-0. O discernimento não é o mesmo e a confiança começa a perder-se e pesa na tomada de decisão dos jogadores”.
O Grupo Desportivo de Bragança desce ao distrital 45 anos depois da última passagem por este campeonato. É um rude golpe para o emblema brigantino no ano em que comemora 75 anos.
A formação treinada por Tony Afonso vai terminar a temporada em casa, no próximo domingo, frente ao São Martinho.

 

 

Jornalista: 
Susana Madureira