Hotel São Lázaro fecha as portas em Dezembro por causa das quebras na facturação

Qui, 19/11/2020 - 10:34


O sector da hotelaria continua a braços com os efeitos da covid-19. Por causa dos prejuízos, que em Novembro rondaram os 60 mil euros, a maior unidade hoteleira do distrito, o hotel São Lázaro, em Bragança, vai estar fechado em Dezembro

A falta de reservas está na origem da quebra de facturação, situação que repetiria no próximo mês. O gerente Marcel Silveira adianta que, provavelmente, no mês de Janeiro o hotel voltará a não abrir. “Não adianta estar aberto porque o prejuízo é muito maior. Se me mantiver aberto em Dezembro serão outra vez 60 mil euros de prejuízo. Fechado tenho prejuízo de dez mil. Sem reservas não consigo manter o hotel. Teremos os primeiros cinco dias de Janeiro para preparar a reabertura, no caso de haver reservas. Caso não haja também estaremos fechados”.

Actualmente, o hotel dá emprego a 26 funcionários. Marcel Silveira diz que até agora não despediu ninguém, mas se as coisas continuarem assim terá que repensar os postos de trabalho. “Neste momento ainda não despedi ninguém, apenas não renovei os contratos a termo. Os efectivos continuam na empresa mas se se continuar neste decréscimo de reservas vou ter que começar a pensar em diminuir o pessoal”.

Até agora e em relação ao ano passado estimam-se prejuízos de 700 mil euros.

Marcel Silveira critica a falta de apoios e salienta que os poucos que existem não estão a ser atribuídos da melhor forma. “Fico revoltado. Vou fechar porque há perigo de os funcionários não receberem o salário e, por isso, vou proceder ao fecho do hotel para receber o apoio do Governo, em que a Segurança Social paga o salário mínimo aos meus empregados. Mas acho mal porque já que o Governo dá está apoio porque não o dá para manter a empresa aberta?”.

O Hotel São Lázaro está instalado em Bragança desde 2002 e tem cerca de 270 quartos. Recentemente foi modernizado, num investimento de 5 milhões de euros.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Ângela Pais