PUB.

Futebol: O Clube Atlético de Macedo de Cavaleiros reactivou o projecto Escola de Guarda-Redes de Futebol

PUB.

Qui, 15/02/2024 - 11:58


Os trabalhos de treino da escola vão ser orientados por Rui Pacheco, antigo atleta e treinador de guarda-redes do clube

É direccionada aos atletas de todos os escalões do clube, permitindo melhorar a performance do guarda-redes, explica Pedro Palhau, Coordenador Técnico das Camadas Jovens no Clube Atlético de Macedo de Cavaleiros:

“Esta escola surgiu da necessidade de termos os nossos guarda-redes com treino específico para os fazer evoluir. Destina-se a todos os escalões. O trabalho vai ser padronizado e direccionado mediante o escalão etário e o nível de desenvolvimento, tanto físico como psicomotor de todos os nossos atletas. É integrar também as condicionantes da performance do próprio jogo, que hoje são cada vez mais importantes através do domínio táctico, técnico, psicológico e físico para melhorar os nossos atletas.”

O coordenador salienta que o papel do guarda-redes é cada vez mais importante e este trabalho direccionado para os atletas dessa posição reveste-se de especial importância:

“O guarda-redes hoje é cada vez mais importante numa equipa. É o primeiro elemento na primeira fase de construção, portanto, não tem só aquela missão antiga de defender. É muito importante este trabalho para desenvolver até mesmo o próprio jogo. Acaba por ser um jogador que se movimenta nas costas da defesa, com algumas obrigações tácticas, tanto em termos ofensivos como defensivos. A importância deste trabalho, direccionado para cada um dos escalões, é muito grande.”

Os trabalhos de treino da escola são orientados por Rui Pacheco, antigo atleta e treinador de guarda-redes do clube, que também esteve ligado à fundação desta escola no passado.

Tem 35 anos de experiência como guarda-redes e com este projeto quer ajudar a formar melhores atletas e pessoas:

“A posição do guarda-redes é muito específica e muitas vezes é esquecida pelos clubes.
Tanto esta direcção como o coordenador acharam por bem que essa posição específica tenha um trabalho específico, porque assim o exige. Acho que isto vai no bom caminho e o projecto já começou. É para a preparação dos atletas do Clube Atlético mas depois poderá vir a abrir portas para pessoas que não estejam ligadas ao clube. O treino de um atleta de cinco anos é totalmente diferente de um com 17. Tudo requer muito trabalho que está oculto e pouca gente vê, mas que depois terá reflexos dentro do campo. Acima de tudo, a escola de guarda-redes não só pretende formar os guarda-redes mas também homens e mulheres. Também está aberta às meninas que queiram ser guarda-redes.”

Para já, estão a decorrer dois treinos por semana o que, posteriormente, poderá ser aumentado.

Os trabalhos desta escola começaram a semana passada e acontecem nos campos do Estádio Municipal de Macedo de Cavaleiros.

Escrito por Rádio Onda Livre (CIR)