PUB.

Centro social ajuda jovens em risco a ter mais autonomia

PUB.

Ter, 03/02/2009 - 08:22


Para ajudar as utentes do Lar de São Francisco a autonomizarem-se o Centro Social e Paroquial do Santo Condestável, em Bragança, criou uma nova valência que vai permitir uma melhor integração das jovens na sociedade. As maiores de 18 anos vão agora viver num apartamento cedido pela câmara de Bragança. O contrato de comodato foi ontem assinado.  

No Lar de São Francisco vivem 56 crianças e jovens em risco.

Ali fazem o normal percurso escolar para que tenham uma perspectiva de futuro na altura de sair da instituição, já que só podem ali permanecer até aos 18 anos.

 

Agora é criada uma nova solução que vai permitir a quatro jovens, estudantes do ensino superior, viverem sozinhas num apartamento.

“Trata-se de uma nova valência que estamos a criar para apoiar as jovens que estão no lar de menores” explica o director do Centro Social e Paroquial do Santo Condestável acrescenta que “como é de menores só as podemos acolher até aos 18 anos e tínhamos problemas em integrá-las porque algumas estão a estudar no IPB”.

 

Assim, através do acordo com a câmara de Bragança, que cede o apartamento “vamos colocar essas jovens e ali vão começar a aprender a gerir a sua vida” afirma o Padre Calado Rodrigues.

Numa primeira fase serão beneficiadas quatro jovens, que corresponde “ao número de estudantes que temos no ensino superior e se vier a aumentar teremos de encontrar outras soluções que pode passar por outro apartamento” refere o director do centro social.

 

Esta resposta social de transição é garantida às jovens até ao final dos estudos.

A câmara de Bragança, que vai ceder a habitação, mostrou-se sensibilizada para apoiar este projecto. “O apartamento tem quatro quartos e nós percebemos a importância de criar condições de autonomia das jovens no sentido de uma inserção plena na vida activa” afirma o presidente.

Jorge Nunes, adianta ainda que a autarquia está disponível para encontrar outros espaços se o projecto resultar. “Faremos o que estiver ao nosso alcance para reforçar a oferta caso sejamos novamente solicitados”.

 

O apartamento cedido situa-se num bairro de habitação social da cidade de Bragança.

As jovens que vão entrar neste regime vão ser acompanhadas de uma monitora.

Escrito por Brigantia