Associações agro-pecuárias do Norte vão juntar-se em cooperativa para valorizar raças autóctones

Seg, 16/04/2018 - 10:46


Várias associações de produtores do sector agro-pecuário, nomeadamente de raças autóctones em áreas de montanha do Norte do país, vão unir-se numa cooperativa e sob uma marca chapéu para tentar criar mais-valias e sinergias na promoção e venda da carne DOP e IGP, quer no país quer a nível internacional.

Andrea Cortinhas, secretária-técnica da Associação de Produtores da Raça Churra Galega Mirandesa explica que a ideia é antiga, mas começa agora a concretizar-se.

“É um projecto que já vem a ser pensado há algum tempo, mas estava a ser difícil fazê-lo arrancar, neste momento já estamos numa fase mais avançada. É a união entre as diferentes associações de raças autóctones aqui da região Norte, de ovinos, caprinos, bovinos e suínos, estamos a tentar ganhar dimensão e voz, para os fazermos ouvir no nosso país e não só e valorizar o nosso produto que é tão bom e é único”, explicou.

O objectivo é através da união, que será materializada na criação de uma cooperativa, ajudar a diminuir os custos da comercialização.

“Neste momento, já temos os estatutos elaborados, é uma cooperativa que tem o intuito de fazer investimentos na área da comercialização, de marketing e vamos precisar de apoio, vamos candidatar projectos para levar avante este investimento. Será uma marca chapéu, na qual vamos ter os diferentes produtos, especialmente DOP e IGP, produtos de qualidade, muito valorizados, mantendo sempre a singularidade de cada um, vamos juntar-nos todos para comercializar o que é nosso”, explicou.

Declarações este sábado, no XXIII Concurso Nacional de Raça Churra Galega Mirandesa que juntou, em Malhadas, no concelho de Miranda do Douro, 16 produtores de ovinos desta raça que consideram que é importante participar na iniciativa que ajuda a valorizar a raça autóctone.

Actualmente há 63 produtores desta raça e 6500 animais, o que significa que a raça continua em perigo de extinção. Escrito por Brigantia.

Jornalista: 
Olga Telo Cordeiro