Aluno brigantino recebe Prémio Nacional Professor Doutor José Pinto Peixoto

Seg, 14/11/2022 - 09:01


Um ex-aluno da escola secundária Emídio Garcia, em Bragança, foi distinguido com o Prémio Nacional Professor Doutor José Pinto Peixoto

Pedro Maltez tem 18 anos e acabou o secundário, este ano, com média de 20 valores. Notas que lhe valeram a distinção. "Nunca tive muitas dificuldades em tirar boas notas. Claro que, tive que estudar também bastante. Nunca tive necessidade de sair muito, sempre fui um rapaz mais tranquilo, tentei sempre focar-me nos estudos, sabia que era o importante agora. Quando meto um objectivo na cabeça é raro não o alcançar".

Quando soube que ia receber o prémio, admite que ficou contente por ter visto o seu trabalho reconhecido. "Claro que fique contente. Eu concorri porque pensei que se calhar tinha probabilidade de ganhar. Toda a gente fica contente por saber que o seu esforço é reconhecido".

O objectivo de tirar 20 a todas as disciplinas, fez o jovem abdicar de muitos momentos com amigos e família. "Houve momentos em que pensei que não vale a pena, que não ia conseguir. É normal duvidarmos de nós quando tentamos uma coisa dessas. Abdiquei de estar com a minha família e sair com amigos, em alguns momentos, para conseguir tirar estas notas".

Neste momento frequenta o primeiro ano de licenciatura em Engenharia Física Tecnológica no Instituto Superior Técnico de Lisboa. "Porquê engenharia? É uma boa pergunta e já a fiz mal entrei no ensino secundário. Sempre tive uma fixação por descobrir e tentar fazer. O meu curso é mais voltado para a física teórica. Física é vida".

Pedro Maltez recebeu o Prémio Nacional Professor Doutor José Pinto Peixoto, no valor de mil euros, este sábado. A distinção é atribuída a jovens, dando-lhes o exemplo do geofísico e meteorologista José Pinto Peixoto, no que diz respeito a qualidades e atitudes a desenvolver.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Ângela Pais