Todos os concelhos do distrito de Bragança vão ter cuidados paliativos domiciliários

Seg, 20/03/2017 - 10:43


Até Julho, todos os concelhos do distrito de Bragança vão ter cuidados paliativos domiciliários. Actualmente, existem equipas multidisciplinares que levam cuidados de saúde a casa de doentes no Planalto Mirandês, na Terra Fria e em Alfândega da Fé. 

O objectivo da Unidade Local de Saúde do Nordeste é que dentro de quatro meses os restantes cinco concelhos do sul do distrito possam também usufruir deste serviço, como garantiu o presidente do conselho de administração da ULS Nordeste, Carlos Vaz.

“Até fins de Junho/Julho queremos implementar em todos os concelhos da zona sul também equipas preparadas para fazer as visitas domiciliárias com acompanhamento do departamento dos paliativos da ULS. Cada concelho terá a sua equipa integrada com a equipa dos centros de saúde, quer com outras instituições que colaboram connosco”, adiantou.

Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Mirandela, Torre de Moncorvo e Vila Flor deverão ter cuidados domiciliários num modelo que implica a colaboração entre IPSS ou outras entidades e a ULS Nordeste.

Nas segundas jornadas de investigação da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, que decorreram em Bragança, Carlos Vaz adiantou ainda que a unidade de cuidados paliativos integrada no Hospital de Macedo de Cavaleiros vai perder camas, mas ao mesmo tempo está prevista a abertura de vagas para cuidados continuados.

“Na unidade de Macedo vamos criar também uma outra unidade de cuidados continuados de reforço. Mas a unidade de cuidados paliativos manter-se-á, tem 15 camas hoje e irá ter menos camas, cerca de 10, o que não quer dizer que não vá ver mais doentes ou o mesmo número”, sustentou.

Uma mudança de política nos cuidados continuados é o que justifica estas soluções. Também o secretário de estado da saúde na sua recente passagem por Macedo de Cavaleiros afirmou que a prioridade será dada à assistência de doentes nas suas casas quando para isso houver condições. Ainda assim, assegurou que até ao final do ano em Macedo e Vinhais ou Bragança haverá novos acordos de cooperação para cuidados continuados.

“Vamos continuar a abrir mais camas de cuidados continuados com certeza. Estamos a tratar disso com a Administração Regional de Saúde do Norte e pensamos ainda este ano poder consolidar mais camas nesta região, ou em Bragança ou em Vinhais e aqui talvez em Macedo de Cavaleiros”, garantiu.

Declarações de Manuel Delgado, à margem das comemorações dos 90 anos da Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros, que este sábado encerrou. Escrito por Brigantia.

Jornalista: 
Olga Telo Cordeiro