Segundo dia de greve dos enfermeiros

Qui, 11/10/2018 - 09:11


A classe profissional reivindica por causa da carreia e da grelha salarial e pelo atraso do atraso no processo negocial, que se arrasta há mais de um ano.

Os enfermeiros continuam a greve com o segundo dia, hoje alargado a todos os sectores. Ontem no turno da manhã, as cirurgias programadas em Mirandela, e em Macedo de Cavaleiros as cirurgias de ambulatório foram canceladas e à tarde, o mesmo se registou em Bragança. Elisabete Barreira, dirigente do sindicato dos Enfermeiros Portugueses destaca que as expectativas para hoje são de uma grande adesão destes profissionais de saúde: “os enfermeiros estão descontentes e estão se a manifestar. Esperamos que o hoje a adesão seja elevada”.

Os constrangimentos são sempre muitos nestes dias, como contou a dirigente do sindicato: "A greve altera sempre a dinâmica do hospital, nos internamentos que passam pelos cuidados mínimos. Os utentes não terão os cuidados com a qualidade pretendida, porque vai haver menos enfermeiros por turno e as cirurgias programadas e de ambulatório também poderão ser adiadas”.

Esta é uma greve de seis dias que começou ontem para exigir ao Governo a apresentação de uma nova proposta negocial sobre a carreira de enfermagem, cuja negociação deveria ter terminado em Junho. A greve vai também decorrer na próxima terça a sexta-feira da próxima semana. Um assunto que vamos continuar a acompanhar e a fornecer mais pormenores.

Escrito por Brigantia

 

 

 

Jornalista: 
Maria João Canadas