Dois doentes psiquiátricos mantidos em quartos com grades na APADI

Sex, 14/09/2018 - 10:24


Uma instituição de Bragança tem há vários anos doentes psiquiátricos fechados em quartos com grades. Os dois utentes encontram-se em isolamento há vários anos, na Associação de Pais e Amigos do Diminuído Intelectual (APADI), em Bragança.

Foram diagnosticados com doenças de foro psiquiátrico e segundo o director de Serviços da instituição, Alexandre Queijo, são de casos graves e raros que representam risco para os próprios e para os outros. “Desde autismo, esquizofrenia, associadas a muitos outros comportamentos de isolamento social de mutismo, crises de cólera, hipersexualidade. Um dos casos que nos preocupa mais, e o mais recente, constantemente, quase diariamente, faz tentativas de suicídio”, relata.

Um deles, com 33 anos, já está desde os 5 na Apadi. A outra utente, com 22 anos, foi acolhida há 8 anos. O responsável explicou que esta foi a melhor solução encontrada para garantir a segurança dos dois pacientes.

Os utentes são acompanhados pela psiquiatria do Hospital de Bragança.

Mas IPSS diz que não consegue encontrar uma unidade especializada em saúde mental para internar os pacientes e pede soluções adequadas, tendo já apelado ao Ministério da Saúde e organismos de todo o país.

O director da Apadi apela ainda a apoio de especialistas para tentar melhorar a qualidade de vida destes utentes.

Sobre o caso, a Unidade Local de Saúde do Nordeste informou que, através dos Serviços de Cuidados de Saúde Hospitalares e de Cuidados de Saúde Primários, tem "garantido o tratamento e acompanhamento adequados a estes dois utentes, de acordo com o nível de especialização dos seus Serviços na área da Saúde, em especial na Saúde Mental, e as respostas estruturais existentes". Escrito por Brigantia.